quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Super Buarque cult.

To lendo o livro novo do Chico Buarque que tá me dando uma vontade imensa de rir. Me incomoda um pouco o Chico ser tão famoso para os cults. Minha história com ele começa faz tempo e é impossível alguém ter uma história tão bonita com ele quanto eu. Tá bom, o Marcelinho também tem uma história de amor com ele mas o Chico não sabe nem dele e nem de mim, então estamos quase quites.
Tudo começou em dezembro de 1994. Tom Jobim morreu e a globo fez todo aquele sensacionalismo que eu adoro. Nessa época eu só queria saber de Tom Jobim. Daí minha mãe, sem querer, comprou pra me dar de Natal um CD do Chico que tinha uma participação do Tom, meu amor ahahhaa, e eu surtei. Nunca havia ouvido algo tão emocionante. Porque não existe música boa ou ruim, existe emoção à flor da pele e o único compositor até hoje que deseperta tudo de bom e de ruim em mim é o Chico.
Era muito divertido ouvir a palavra "bosta" em uma música, cantar ela à plenos pulmões e ninguém brigar comigo lá em casa.
E cada música que eu ia conhecendo uma sensação nova ia florescendo em mim. Hoje tenho mais de 40 CDs originais, vinis, livros, biografias, até uma agenda com os olhos dele e um retrato em cima do meu piano, de foto original, lá no meu quarto além de um poster tamanho real que eu roubei da livraria.
Fui ao show em são paulo de mochilão, vendi até as calcinhas pra conseguir sentar no melhor lugar do Tom Brasil. (É jeito de falar....)
Enfim, agora lendo esse livro sinto como se soubesse cada palavra escrita antes de ser escrita e me incomoda um pouco todo mundo, da noite pro dia, amar Chico Buarque, me estressa ele ter virado "cult". Ele é meu e ponto, só divido com o Marcelinho que tem direito adquiridos também...
Se ele soubesse ele podia em processar por estar dividindo ele como se fosse coisa... mas ninguém lê essa merda mesmo...

3 comentários:

  1. HAHAHA amei esse texto!
    beijo, ixxxxxxxxxxcrota! rs

    ResponderExcluir
  2. Eu disse pessoalmente para o Chico que o amava. E ele ficou estupefato.

    ResponderExcluir